segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Lapso de Tempo



LAPSO DE TEMPO

Sou
prece
onde
transparece
o
indescritível
da
Criação.
Sou 
que
se
dispersa
na
finitude
da
Imensidão.
Sou
credo,
momento etéreo,
um lapso de tempo
encapsulado no universo.

©rosangelaSgoldoni
25 10 2012
RL T 3 952 458



2 comentários:

  1. Rosangela, eis um poema lírico, delicado, musical, lindo...
    Um abraço. Tenhas uma linda semana.

    ResponderExcluir